Vitamina D: saiba a importância de se realizar este exame

Laboratório Silveira Exames 0 Comentários

A vitamina D é muito importante para o organismo por estar associada a diversas funções, como a regulação da absorção do cálcio e do fósforo, manutenção do funcionamento do sistema nervoso e para fortificação dos músculos. Sua falta ou excesso poderá resultar em inúmeros problemas, com a possibilidade de influenciar até mesmo na expectativa de vida.

Contudo, os sintomas de índices irregulares dessa vitamina demoram a aparecer e poderão ser difíceis de serem associados a isso, o que faz com que o exame para medir a quantidade de vitamina D no corpo seja tão importante. Conheça mais sobre essa vitamina e entenda porque você deve ficar atento a ela.

Quais são as principais fontes de vitamina D?

A principal fonte dessa vitamina são os raios solares, metabolizados a partir da pele. O uso de protetores ou bronzeadores interfere na absorção e produção da vitamina D, porém não ocorre em escala suficiente para causar a deficiência da vitamina. Por isso, não é necessário parar de usar o protetor solar, porque a exposição excessiva ao sol poderá gerar outras doenças. No entanto, é indicado tomar sol antes das dez horas da manhã, por um tempo médio entre dez e trinta minutos. Também é possível encontrar fontes de vitamina D em alimentos como peixes, ovos e leite integral.

O que acontece quando há falta dessa vitamina no organismo?

A deficiência de vitamina D no organismo poderá facilitar o desenvolvimento de inúmeras doenças como a obesidade, diabetes mellitus tipo 2, hipertensão, inflamações, depressão, doenças renais e cardíacas. O funcionamento cerebral também é afetado e, além disso, há o enfraquecimento dos ossos, o que também causa o risco de raquitismo em crianças.

É preciso ficar atento, pois existem algumas medicações como os corticoides, antiácidos e laxativos, que podem reduzir a absorção dessa vitamina. Hábitos como o consumo excessivo de bebida alcoólica, também poderão interferir de forma negativa.

E quando a concentração de vitamina D é excessiva, o que acontece?

Se a deficiência da vitamina é prejudicial ao organismo, o seu excesso também é, pois apresenta riscos de intoxicação. O que acontece? O aumento da concentração de cálcio poderá resultar em cálculos renais ou arteriosclerose. Outros sintomas como nervosismo, fraqueza, hipertensão, náuseas, sede e frequente vontade de urinar também estão presentes nesse contexto.

Então, qual a quantidade ideal dessa vitamina no organismo?

Embora existam discussões sobre o assunto, considera-se atualmente que a quantidade ideal dessa vitamina no corpo é entre 30 e 74 ng/mL. Contudo, internacionalmente, os níveis ótimos da vitamina no sangue seriam de 50 a 80 ng/mL, independentemente de se tratar de adulto ou criança.

Por que o exame para medir o índice de vitamina D é importante?

Como você já deve ter percebido, uma vez que tanto a falta quanto o excesso da vitamina são prejudiciais para a saúde, o exame é importante para acompanhar a sua concentração no organismo. Trata-se de um exame de sangue simples, voltado especificamente para detectar os índices da presença da substância.

Um problema relacionado aos sintomas da deficiência ou excesso de vitamina D no organismo é que normalmente são analisados isoladamente, sem a devida investigação sobre a situação dessa vitamina no corpo. Portanto, se você desconfiar que pode ter algum problema relacionado a ela, converse com seu médico e também solicite o exame em seu check-up. Quando for realizá-lo, escolha um laboratório de confiança, como o Laboratório Silveira, que é um grande aliado para a sua saúde!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *